NOSSODIA Online
NOSSODIA Publicidade
Londrina, 26 de Setembro de 2017
nossobairro

Ah, se não sai no jornal... Acesf quer conservar cemitério do Heimtal

Após reportagem do NOSSODIA, patrimônio histórico da cidade deve receber melhorias e atenção por parte da administração

16/07/2017
Redação NOSSODIA

Gina Mardones

Após reportagem do NOSSODIA, que destacou a deterioração do Cemitério do Heimtal, espaço com grande relevância história para a cidade, o superintendente da Acesf, Douglas Pereira, preocupado em fazer a manutenção do local, preservando suas características, convidou o secretário municipal de Cultura, Caio Julio Cesaro, para uma reunião. Será nesta segunda-feira, às 14h30 na sede do cemitério, na rua Érico Brehner, 331. O presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Londrina ( Ippul), Nado Ribeirete, também foi convidado a participar.
Segundo Pereira, a reunião objetiva iniciar um Plano de Ação, para que seja feita uma programação do que o órgão pode realizar a médio e longo prazo, para garantir a conservação do local, sem mexer nas características históricas. "Podemos executar, por exemplo, melhorias na pavimentação, calçada, acessibilidade, pintura e iluminação", destacou. Também se pretende fazer um levantamento para ver se há áreas disponíveis para novos jazigos.
No último sábado, o superintendente atendeu aos moradores da região, que contaram um pouco de suas origens e histórias de familiares enterrados no local. "Queremos contribuir com a cultura de Londrina, mas para isso precisamos de dados e, neste sentido, a participação da comunidade é fundamental", frisou.
O cemitério do Heimtal foi o primeiro da cidade, aberto em meados de 1931, pois a comunidade é considerada o primeiro núcleo urbano de Londrina, projetado em 1930. O local é de grande relevância histórica para o município e grande valor afetivo. Nele estão enterrados muitos dos primeiros habitantes da cidade. Há lápides que apresentam datas de nascimento do século 19. Na língua alemã, origem de seus primeiros moradores, Heimtal significa "Morada do Vale". O cemitério funciona das 9 às 18 horas.