NOSSODIA Online
NOSSODIA Publicidade
Londrina, 26 de Setembro de 2017
nossoplantão

ÁUDIO CAGUETA PRESIDENTE

Temer nega ter comprado silêncio de Cunha

18/05/2017

O presidente Michel Temer foi gravado por um dos donos do grupo J&F, dono da marca JBS, falando sobre a compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ), segundo o colunista Lauro Jardim, do jornal "O Globo". De acordo com o jornalista, Temer indicou para resolver a questão o deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), que foi filmado recebendo uma mala com R$ 500 mil enviados pelo empresário Joesley Batista, da JBS.
Segundo o jornalista, Temer ouviu de Batista que ele estava dando a Eduardo Cunha e ao operador Lúcio Funaro uma mesada na prisão para que ficassem em silêncio. "Tem que manter isso, viu?", disse o presidente. Segundo "O Globo", Joesley e seu irmão Wesley foram ao gabinete do ministro do Supremo Edson Fachin para selar um acordo de delação premiada.
A reportagem afirma que o senador Aécio Neves (PSDB-MG) foi gravado pedindo R$ 2 milhões a Joesley e que a quantia foi entregue a um primo do tucano, em ação filmada pela PF. A delação também menciona o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega como contato com o PT. Joesley pagou para Cunha R$ 5 milhões para o ex-presidente da Câmara após a prisão dele, em outubro de 2016.
Em nota, a Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência afirma que Temer "não participou e nem autorizou qualquer movimento com o objetivo de evitar delação ou colaboração com a Justiça pelo ex-parlamentar". "O encontro com o empresário Joesley Batista ocorreu no começo de março, no Palácio do Jaburu, mas não houve no diálogo nada que comprometesse a conduta do presidente da República. O presidente defende ampla e profunda investigação para apurar todas as denúncias veiculadas pela imprensa, com a responsabilização dos eventuais envolvidos em quaisquer ilícitos que venham a ser comprovados." O deputado Alessandro Molon (Rede-RJ) protocolou um pedido de impeachment nesta quarta-feira (17) logo após a divulgação da notícia.(Das Agências)