NOSSODIA Online
NOSSODIA Publicidade
Londrina, 19 de Novembro de 2017
nossoesporte

Xerife na área - De volta pra casa

Depois de dois anos, o zagueiro Dirceu retorna ao LEC e já pode ser relacionado para o jogo contra o Internacional

10/08/2017

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
O xerife Dirceu volta ao Londrina após dois anos


Um dos ídolos recentes da torcida alviceleste está de volta. O zagueiro Dirceu, 29 anos, foi apresentado oficialmente na tarde de quarta-feira (9) e já se colocou à disposição do técnico Claudio Tencati para o confronto contra o Internacional, sábado (12), no Beira-Rio.
Dirceu retorna ao Londrina para a sua terceira passagem. Ele já vestiu a camisa azul e branca em 83 jogos oficiais e marcou nove gols. Em 2013, foi campeão do Interior e, em 2014, foi o capitão na conquista do título paranaense e também no acesso para a Série C. Deixou o LEC no meio do Brasileiro de 2015 para se transferir para o futebol de Portugal.
"Volto em um momento muito favorável do clube. Agora eu preciso muito mais do Londrina do que o clube do Dirceu. Escrevemos uma história bonita juntos, um casamento quase perfeito e por isso sempre vou ver com bons olhos retornar ao Londrina", afirmou o zagueiro, que está treinando no clube desde a última sexta-feira (4).
Dirceu terá uma espécie de recomeço no alviceleste depois de uma passagem muito conturbada pelo Figueirense. O jogador retornou ao Brasil no início do ano, mas não conseguiu manter o mesmo nível de atuação na equipe catarinense. Jogou a Primeira Liga e parte do Estadual e acabou sendo afastado do elenco principal após o término do Catarinense.
Com salários atrasados, o zagueiro ingressou na Justiça para conseguir a sua liberação junto ao Figueira. Somente após a expedição de uma liminar liberatória é que foi possível o acerto com o LEC. "Foi um período muito difícil e, infelizmente, esta triste realidade de salários atrasados está em todo lugar no nosso País. Durante mais de um mês, enquanto aguardava a liminar, fiquei praticamente impossibilitado de ir e vir. Se você não tiver a cabeça no lugar, você se perde", revelou. "Mas, a tempestade passou e vislumbro um horizonte limpo e promissor pela frente".
Apesar de estar há quatro meses sem fazer uma partida oficial, Dirceu garante que está bem fisicamente e treinou forte durante todo este período inativo. "Chego muito bem na parte física e com força, que é o que o jogador perde mais rapidamente. Agora é só uma readaptação dentro de campo e o ‘time’ da bola. Quando o contrato estiver regularizado, estou à disposição". (Lucio Flávio Cruz/Grupo Folha)

No banco já
Nos primeiros treinos no clube, o zagueiro mostrou boa performance e por isso pode até ficar no banco no sábado. A documentação deve estar regularizada ainda nesta quinta-feira (10). O técnico Claudio Tencati elogiou o retorno de Dirceu.
"O currículo dele no clube fala por si. Tem uma referência aqui, uma história no clube e uma identificação com a torcida. Foi capitão e vitorioso. Apesar desta inatividade, chegou bem fisicamente e agora é só uma adaptação técnica e tática", ressaltou. Dirceu irá disputar uma vaga no time com outros quatro zagueiros: Edson Silva, Gustavo, Sílvio e Marcondes. Sobre a busca pela titularidade, o zagueiro afirmou que o mais importante é o fortalecimento do elenco. "Venho com a cabeça de ajudar, dentro ou fora de campo. A briga vai ser grande e isso só traz benefícios para o Londrina. Retorno mais maduro e tenho certeza que aqui terei as condições para reencontrar o Dirceu de sempre". (L.F.C.)